Publicado por: Flavia Sbragia | 19/10/2013

Dez “pérolas” toscanas

Neste final de semana ficaremos com um texto de Simona Bellocci publicado no site oficial de turismo da Toscana o Turismo In Toscana. Texto original aqui.

Monumentos, tradições e cultura: tudo
o que você não pode deixar de visitar

Palazzo Vecchio a Firenze

de Simona Bellocci

À descoberta de um riquíssimo patrimônio artístico. Onde ir e o que visitar: monumentos e obras de arte de incomparável beleza.

Arezzo

Na zona oriental da Toscana, Arezzo tem origens antiquíssimas e foi uma das principais cidades etruscas. Durante o período Romano teve importância estratégica e foi o símbolo da expansão em direção ao norte. A luminosa cidade que surge sobre uma colina, conserva numerosas testemunhas do seu glorioso passado. Em sua parte alta – de aspecto claramente medieval – emergem a bela catedral de San Donato em estilo gótico, o Palazzo Comunale, a Fortezza (fortaleza) Medicea e a famosa praça Vasari, mais conhecida como “Piazza Grande”, imortalizada no filme “A vida é bela”, de Roberto Benigni. Já a parte baixa da cidade segue um estilo mais moderno e animado.Florença
É o berço do Renascimento e conserva um excepcional patrimônio artístico. Em Florença viveram gênios como Cimabue, Giotto, Brunelleschi, Donatello, Masaccio, Della Robbia, Filippo Lippi, Botticelli, Leonardo Michelangelo e Dante Alighieri, apenas para citar alguns nomes. Importantes museus conservam as obras de arte desses e de outros mestres. Uma visita à cidade deve incluir a Galleria degli Uffizi, um dos mais renomados museus do mundo e a Galleria dell’Accademia, que abriga, entre outras obras de grande importância, o famoso David de Michelangelo. Os amantes das artes e da cultura, certamente apreciarão também o Bargello, com numerosas esculturas do Renascimento, o Museu de San Marco, com as obras de Fra’ Angelico, as Capelas Mediceas, a Casa Buonarotti, com obras de Michelangelo e os esplendidos museus Horne, Sttibert, Bardini, Romano, Corsini e Galleria de Arte Moderna. Uma simples caminhada pelo centro histórico dessa fabulosa cidade é suficiente para contemplar muitos monumentos como a impressionante Catedral de Santa Maria del Fiore, o Battistero, a Piazza della Signoria, a Ponte Vecchio e os palácios Pitti, Medici-Ricardi, Davanzati e Strozzi.

Grosseto

A graciosa Grosseto remonta à Alta Idade Media e pertenceu à Siena por muitos anos. Situada a poucos quilômetros do mar, é capital e mercado da Maremma, região agrícola por excelência. É uma das poucas cidades, assim como Lucca, a conservar intacta as muralhas que circundam todo o centro histórico. Muito bonita a catedral de San Martino, do final de 1200, o museu arqueológico e a igreja de San Francesco. Nos arredores, merecem uma visita o Parque Natural da Maremma e as ruínas etruscas de Roselle.Livorno
Cidade ideal do Renascimento italiano, Livorno revela sua historia nos bairros sulcados por canais e muralhas fortificadas, no labirinto de ruas que forma o famoso “quartiere Venezia”, no porto Mediceo, dominado por torres e fortalezas. Projetada pelo arquiteto Bernardo Buontalenti no final de 1500, a cidade passou por uma forte expansão urbanística no final de 1600. A Fortezza Vecchia, um grande complexo construído para proteger o porto, a Fortezza Nuova, as muralhas e os canais navegáveis em pequenos barcos, são todas atrações muito interessantes. Existe também uma outra Livorno que cresceu entre 1700 e 1800 e que se revela nos edifícios em estilo neoclássico, nos parques no centro da cidade, nas vilas em estilo liberty com vista para o mar e no imponente mercado delle Vetovaglie. Já em 1900 surgiu um dos cartões-postais da cidade, um dos locais mais sugestivos, a Terrazza Mascagni, um cenográfico terraço panorâmico sobre o mar. Livorno é uma terra de pintores e músicos: Amedeo Modigliani, Giovanni Fattori, a escola e pintura dos Macchiaioli e Pietro Mascagni, nasceram todos aqui e marcaram a historia da arte mundial com suas obras.

Lucca

A pequena e elegante Lucca foi a única cidade-estado da Toscana a conservar a própria independência ate o final de 1847. Símbolo máximo da defesa da liberdade, as imponentes muralhas permanecem intactas ate hoje. São 4.250 quilômetros, dez bastiões e uma largura equivalente a uma larga avenida. Atualmente, constituem um grande parque urbano, arborizado e equipado com fontes de águas potáveis, bancos, mesas de piquenique e brinquedos para as crianças. No tecido medieval da cidade murada emergem monumentos de arte e historia de diversos períodos, como o Anfiteatro Romano, a basílica de San Frediano, a igreja de San Michele, a catedral de San Martino com o Volto Santo, as torres Guinigi e delle Ore, a rua Fillungo, o Palazzo Ducale na Piazza Napoleone.

Massa-Carrara
Carrara, o maior e mais importante centro mundial de escavação, processamento e comercio de mármore, surge aos pés dos Alpes Apeninos em um vale verdejante. Seu nome deriva do prefixo “kar” (pedra) e testemunha sua antiquíssima origem. Devido à sua posição estratégica e às suas riquezas econômicas como o precioso mármore, foi alvo de constantes disputas. Durante a Idade Media foi dominada por bizantinos e lombardos.

Pisa
Famosa em todo o mundo pela sua torre, extraordinário monumento situado na “Piazza dei Miracoli” (praça dos Milagres), a historia de Pisa é milenar e teve seu maior esplendor na época das Republicas Marítimas. É um baú de tesouros artísticos com igrejas em estilo românico e gótico, praças e palácios que exaltam o desenho das avenidas que costeiam o rio Arno (lungarni) e das antigas ruas. Quem visita a cidades encontra não apenas arte, cultura e historia, como também ambientes naturais como o Parque Migliarino-San Rossore, o litoral e o Monte Pisano.

Pistoia
Situada aos pés dos Apeninos, conta com um ótimo “mix turístico” de historia, arte, folclore, monumentos, gastronomia e belezas naturais. Entre os famosos centros da Toscana, Pistoia apresenta elementos característicos originais que tornam indispensável uma visita.

Prato
Prato oferece um itinerário histórico artístico de grande prestigio. No centro, o Castello dell’Imperatore (castelo do imperador), é o único testemunho de arquitetura suábia na Itália centro setentrional. O Duomo (catedral), o Palazzo Pretorio, a basílica de S. Maria delle Carceti e as igrejas de S. Francesco e S. Domenico abrigam obras de arte de grandes mestres como Donatello, Filippo e Filippino Lippi e outros importantes artistas do Renascimento.

Siena

Siena é a qualidade de vida transformada em cidade. Foi a primeira cidade europeia a fechar o próprio centro histórico ao trafego de veículos já em 1966. Lugar internacional de cultura que conta com uma universidade com mais de 750 anos e hospeda instituições de prestigio como a Accademia Musicale Chigiana, a Università per Stranieri e a Accademia dei Fisiocritici. Na cidade onde cada pedra mantém-se imutável ao longo dos séculos, respira-se uma atmosfera única ao mundo porque seu povo conserva vivas as antigas tradições, como àquelas relacionadas ao Palio, renovando-lhes a cada ano com força e entusiasmo.

Anúncios

Responses

  1. todas essas cidades fazem parte do meu roteiro da viagem que programada para acontecer no próximo ano. Ainda näo defini a data mas será entre agosto e novembro. Aceito sujestóes.. bjs


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: