Publicado por: Flavia Sbragia | 28/02/2010

Lucca e sua Geografia

Juntamente com a provícia de Massa-Carrara, a província de Lucca ocupa a parte setentrional da Toscana. Uma estreita faixa de não mais de 50Km de largura, entre a costa e o Apenino Tosco-Emiliano. Estendendo-se a uma área de 185 Km ² , sendo sua densidade populacional de 431hab/Km², uma das províncias mais populosas da região. Ocupa mais de dois terços da região.

Fronteiriça ao norte com a  Região de Emilia-Romagna (provincia de Reggio Emilia e provincia de Modena), a leste com a província de Pistóia e a província de Florença, a sul com a província de Pisa e a oeste com a província de Massa-Carrara e o Mar Tirreno, que banha todo o seu litoral. Cheia de vales, colinas, montanhas e áreas pantanosas, que, muitas vezes, nos períodos de chuva, alagam facilmente.

Assim é Lucca, província, vista geograficamente. Não há muita área de planície e sua terra não em uma antiga época, não era rica de nutrientes, o que junto com os alagamentos dificultavam as plantações em grande escala. Sendo possível somente as plantações para o consumo próprio com um pequeno excedente para a venda.

Foi em grande parte por causa desse terreno pobre que os Luccheses viram na migração uma de suas principais fontes de sobrevivência.

Hoje em dia todo o território provincial é produtivo. Rico em variedade e fertilidade do solo e com clima apropriado. A superffície agricola já representa 20%, enquanto nas áreas com bosques já chegaram a 51%. Eles souberam aproveitar e escolher os melhores produtos para serem plantados naquela região.

É uma zona rica de águas, que represadas, são utilizadas para a produção de energia eletrica. As principais represas são encontradas nos rios Serchio, Magra e Arno. E ainda há em Vesilia, Baccatoio e Camaiore em que boa parte deles é redirecionado ao lago artificial de Massaciuccoli, de Paduli di Porta e de Bientina, entre outros.

Na área de muito relevo, como os Alpes Apuanos, tem uma particuliaridade. Como é uma área rica em seu perfil rugoso, em seu interior, escondidos, há uma grande variedade de marmores.Vem desde o litoral, entrando pela provincia até chegar às cidades situadas aos pés do Apenino, que na parte Lucchesa compreende uma área de vales que entram pelas montanhas.

Uma outra particularidade da zona é que devido à sua variedade de solo e paisagem, com algumas montanhas mais altas da Região, há uma grande quantidade de grutas, cavernas e abismos. Que muitas vezes são áreas de turismos radicais ou não.

Na área de muito relevo, como os Alpes Apuanos, tem uma particuliaridade. Como é uma área rica em seu perfil rugoso, em seu interior, escondidos, há uma grande variedade de marmores.Vem desde o litoral, entrando pela provincia até chegar às cidades situadas aos pés do Apenino, que na parte Lucchesa compreende uma área de vales que entram pelas montanhas.

Uma outra particularidade da zona é que devido à sua variedade de solo e paisagem, com algumas montanhas mais altas da Região, há uma grande quantidade de grutas, cavernas e abismos. Que muitas vezes são áreas de turismos radicais ou não.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: